O que o filme Bohemian Rhapsody pode te ensinar sobre Slow Marketing

Vi o filme pela primeira vez no cinema como fã de Rock, curtindo a história, as músicas e me emocionando muito no final.

Essa semana, aluguei no pay per view e assisti de novo, dessa vez com outro olhar…

Mais analítico e tentando entender o que é que fez com que uma única canção – Bohemian Rhapsody – catapultasse uma banda de pessoas normais ao nível de lendas do Rock.

Muito além de Freddie Mercury com sua história de superação, seu alto nível de auto-confiança e auto-motivação, o filme mostra a banda Queen como uma locomotiva de criatividade, autenticidade e positividade.

Questionando e desafiando o tempo todo o status-quo e conseguindo criar uma realidade nova, desenhada por eles.

E é sobre essa forma de encarar seu marketing que quero falar.

Há dois momentos no filme que refletem muito bem alguns dos princípios do Slow Marketing.

Momento 1: Fórmulas são uma completa e absoluta perda de tempo.

Quando a banda já fez sucesso nos Estados Unidos, são chamados para conversar com Ray Foster. Apesar de isso não ter acontecido de fato porque Ray Foster é um empresário fictício, a mensagem da cena é incrível.

Assista:

A sorte favorece os audazes!

Sim! Totalmente!

Eles já tinham feito sucesso nos discos anteriores e sabiam que a fórmula poderia funcionar, mas sentiram que poderiam ir além, dando algo para o público muito mais autêntico e que fizesse com que se sentissem parte daquilo.

Decidiram ARRISCAR e DESAFIAR a realidade deles com algo novo e corajoso.

 

A visão do Slow Marketing.

O marketing digital atual tenta nos passar a ideia de que aplicando a fórmula do sucesso, todos terão um resultado incrivelmente lucrativo. O que essas fórmulas não levam em consideração é que cada vez mais as pessoas estão aprendendo a consumir conteúdo pela internet de forma consciente, e que fórmulas prontas já são manjadas e cansativas.

É preciso muito mais do que uma fórmula para arrebatar o coração e a mente de uma pessoa que quer muito resolver um problema.

Assim como no filme, no marketing digital, a sorte estará ao lado dos mais autênticos e audazes.

 

O que você deve fazer?

Faça tudo ao seu alcance para definir POR QUE você faz o que faz e passe essa mensagem adiante, sem medo de ser julgado!

Isso é tão poderoso que traz para perto de você quem se identifica, criando uma tribo de embaixadores da sua marca e repelindo aqueles que não tem nada a ver.

Pare de achar que o de todo mundo vai servir para você. Lembra da sua mãe te dizendo: Você não é todo mundo? Ela tinha razão.

Encontre sua voz e faça acontecer.

 

Momento 2: A necessidade de uma pausa para a criatividade aflorar

Nessa parte do filme, a banda vai para um lugar pitoresco e isolado para gravar o disco que teria Bohemian Rhapsody como uma das faixas.

Freddie sai para fumar e escuta em sua cabeça como seria a música. Nesse momento ele se inspira, vai para dentro da casa e consegue tirá-la da cabeça para o piano e o estúdio.

Veja aqui:

Contam os membros da banda que pedaços de Bohemian Rhapsody sempre estiveram na cabeça de Freddie Mercury. Elas estavam presentes em seus momentos de descontração quando tocava o piano e a letra às vezes era cantada em outras músicas. Mas a música não tinha uma forma – era uma ideia.

Essa cena é claramente uma representação do início de qualquer processo criativo – a PAUSA em tudo para existir a CLAREZA MENTAL.

Somente depois que ele se permitiu desacelerar o ritmo alucinante da sua vida, conseguiu ter clareza o suficiente para tirar da cabeça a sua obra-prima.

A criatividade é um milagre que acontece quando não estamos distraídos com outras coisas.

 

A visão do Slow Marketing.

Temos ideias o tempo todo. Mas não nos damos tempo para dar atenção a elas. Às vezes temos ideias geniais que se perdem simplesmente porque tocou o telefone ou chegou uma mensagem ou um filho gritou “mamãe!”.

Escutar nossos pensamentos e analisar de onde eles vêm é uma das primeiras lições do mundo Slow.

Prestar atenção no que você pensa, como um expectador, é tão importante quanto comer. E também deve ser um hábito tão importante quanto comer…

Escutar a mim mesma foi uma das coisas mais poderosas que aprendi a fazer e foi por causa disso que pude construir um novo estilo de vida.

Sempre tive ideias, mas deixava pra lá. Um dia eu parei de deixar pra lá e comecei a anotar tudo em um caderno. Essas ideias me levaram a sair do corporativo e a montar minha empresa. Me fizeram definir uma nova carreira e uma nova realidade.

Isso foi tão poderoso que hoje se tornou um hábito.

Pelo menos uma vez por semana, antes de dormir, coloco uma playlist no spotify, pego meu caderno, caneta e fico literalmente transcrevendo pensamentos que tenho em relação a alguma coisa.

Normalmente direciono os pensamentos para algo relacionado à minha empresa, e em como posso servir mais pessoas, qual meu propósito e onde quero chegar.

Essas pausas mentais são tão importantes para meu negócio que quando não faço, fico sem novas ideias, inspirações e motivação.

São delas que saem frases de impacto para meus posts e site, ideias de ebooks, de programas e cursos, possíveis novos serviços e visões de futuro que não teria como desenhar se eu estivesse vendo uma série no Netflix, ou dirigindo, ou dando banho nas crianças ou fazendo sei lá o que.

O que você precisa fazer?

Não é nada de outro mundo.

Você precisa se permitir PARAR PARA PENSAR e anotar o processo enquanto ele acontece.

Como fazer isso?

Algumas dicas:

• Vá a um lugar que se sente confortável e em um horário que você sabe que não será interrompido.

• Desligue as notificações do celular

• Assista um vídeo motivacional antes de começar

• Se faltar inspiração, medite por 2 minutos. Deixe os pensamentos fluírem.

• Durante o processo ouça música para manter o flow dos pensamentos

• Defina um assunto para pensar que seja um objetivo seu – como melhorar o atendimento aos meus clientes, como melhorar meu processo de venda, meu folder de apresentação. Pode ser para escrever sobre um novo cliente ideal que você tem vontade de trabalhar.

• Se faça perguntas poderosas que vão te tirar da sua zona de conforto.

Se dê esse tempo para seu cérebro criar e sua mente entender que está tudo bem pensar em tudo isso nesse momento.

Concluindo

O Slow Marketing começa na nossa cabeça.

Começa entendendo que somos únicos em nossos talentos e habilidades, dando espaço para a coragem de desafiar o que existe e parando para observar nossos pensamentos e ideias, para nos conhecermos melhor e entendermos o que está lá dentro.

Permita-se e poderá viver momentos de glória criando a sua campanha Bohemian Rhapsody.

Lembre-se Fortune favors the bold

 

Se você tem algum ritual de pausa que gostaria de compartilhar com a gente, os comentários estão aí para isso!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça a Ana

Eu só quero que você consiga fazer um marketing que não te afoga, mas que te leva mais longe!
Eu busquei e hoje vivo essa realidade.

 

Vamos nos conectar!

QUER SABER AS 5 PRINCIPAIS FERRAMENTAS QUE USO PARA ADMINISTRAR MINHA EMPRESA?

Copyright © CSD Criação e Estratégia Digital Eireli • Legal • Design do site por mim!

Pin It on Pinterest

Sharing is caring!

Se curtiu esse post, compartilhe!