Eles não vão mudar de ideia! Sobre a importância de ter um nicho.

Uma das maiores barreiras que enxergo na comunicação e marketing é acreditar que é preciso convencer as pessoas a comprar, fazê-las “mudar de ideia” através de métodos de persuasão. 

Além dessa abordagem ser cada dia menos tolerada pelas pessoas, ela ainda gera um gasto de energia e esforço enorme da sua parte para conseguir aquele SIM…quando consegue… que é quase nunca.
Por que insistimos em fazer marketing do jeito mais penoso se hoje temos todas as ferramentas para ir por um caminho que faz mais sentido pra gente?

Uma das mentalidades que pratico, ensino e amo no Slow Marketing é a Postura do Ponderado, que fala justamente sobre como tudo o que você comunica é um convite para o outro saber se existe compatibilidade entre vocês. Toda a comunicação gira em torno disso. É um namoro. Você conta o que gosta, o que não gosta, o que acredita que pode funcionar ou não… deixa a pessoa te conhecer, te ver, te escutar.

E é decisão da pessoa, no momento mais propício para ela, contratar você ou não. O que nos leva a 2 perguntas: Como faço para ela me namorar? Como faço para ela querer casar, ou seja, me contratar

Para ambas, a mesma resposta: NICHO BEM DEFINIDO

Tenho falado mais sobre nicho nesse momento porque acredito que esse é um passo fundamental para manter nosso negócio rodando dentro do que estamos vivendo agora. Mais do que nunca as pessoas estão na internet, namorando um monte de coisas, muito mais do que antes e é importante conseguir que elas olhem para você e comecem a se relacionar. Pode até ser que elas não comprem agora, mas se forem compatíveis com seu ponto de vista, elas tem grandes chances de se tornarem clientes ou de indicar seu trabalho para outras pessoas. 

Quando você tem um nicho bem desenhado várias coisas legais acontecem:

  • as pessoas que te encontram se sentem seguras, acolhidas, parte de algo que antes elas nem sabiam que existia. Você se torna uma referência para elas.
  • seu papel na comunidade fica definido e você passa a ser conhecido por isso que você mesmo definiu, e não por algo que “não era bem isso”
  • você começa a ter os clientes que sempre quis e eles a ajuda que sempre sonharam
  • E isso faz com que elas te indiquem para outras pessoas, que é o objetivo de todos nós: boca a boca

Definir um nicho é um processo lindo, mas que demora e é preciso começar por algum lugar.

No Slow Marketing, o primeiro passo do nicho é encontrar o seu papel na comunidade. Todos temos um papel importante a desempenhar, papel esse que pode ser definido por nós mesmos. Quando não definimos, os outros o farão por nós….

Pergunte-se:
O que enxergo que está faltando na minha área e no mundo hoje? Que vazio poderia preencher com minha história, talentos e habilidades?
O que preciso trazer para a “mesa” para ser a pessoa que eu precisei lá atrás e que eu não tinha?
Pelo que quero ser conhecido?

Refletir, desenhar e nomear seu próprio papel dentro do todo, te dá uma margem, uma demarcação de até onde vai sua atuação.
Todo o processo de desenhar um nicho é um processo de delimitação.
É como um rio que precisa das margens para correr. Um rio sem margens vira uma poça, que não vai a lugar nenhum.

O mesmo acontece em relação às pessoas que queremos atender. É preciso listar aquilo que queremos que elas tenham e em que momento elas precisam estar para usufruir ao máximo do que temos a oferecer.  Olhe para os melhores clientes que você já teve. Que características tinham em comum? Valores, personalidade, nível sócio-cultural, estilo de vida, vibe, tipo de problema, dúvida. No momento em que te procuraram o que estava acontecendo? O que os fez pedir sua ajuda?

Nessas respostas estão várias indicações de quem são as pessoas que teriam mais em comum com você e com seu trabalho.

É assim que você começa a aparecer para as pessoas. É sabendo com quem você quer se conectar que a comunicação flui. 

É olhar de dentro para fora. É saber o que está em jogo para você e para eles. O que os move e que também te move. É onde os ideais se encontram e faz sentido juntar forças, trabalhar juntos para se desenvolver mutuamente.

Feliz é aquele que ensina e aprende ao mesmo tempo, que ama o que faz e que sabe quem quer ter ao seu lado nessa caminhada.

Tenho vivido essa realidade e foi graças às respostas para essas perguntas e muitas outras que foram aparecendo e se desenvolvendo a cada novo atendimento. Ter um nicho bem desenhado vai te poupar muito, mas muito trabalho lá na frente! Aposte nisso!

Você vai me ver falar sobre nicho muitas vezes nesse período de isolamento porque vejo como é crucial para qualquer negócio e como deixamos meio “pra lá” esse ponto.   

Se esse é um passo que você ainda não conseguiu dar ou que já deu mas que não obteve os resultados que esperava, Nicho é um módulo da mentoria de Slow Marketing e que também pode ser trabalhado nas Sessões Duplas, fora da mentoria.

Precisando, estou por aqui!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça a Ana

Eu só quero que você consiga fazer um marketing que não te afoga, mas que te leva mais longe!
Eu busquei e hoje vivo essa realidade.

 

Vamos nos conectar!

Uma das maiores barreiras que enxergo na comunicação e marketing é acreditar que é preciso convencer as pessoas a comprar, fazê-las “mudar de ideia” através de métodos de persuasão. 

Além dessa abordagem ser cada dia menos tolerada pelas pessoas, ela ainda gera um gasto de energia e esforço enorme da sua parte para conseguir aquele SIM…quando consegue… que é quase nunca.
Por que insistimos em fazer marketing do jeito mais penoso se hoje temos todas as ferramentas para ir por um caminho que faz mais sentido pra gente?

Uma das mentalidades que pratico, ensino e amo no Slow Marketing é a Postura do Ponderado, que fala justamente sobre como tudo o que você comunica é um convite para o outro saber se existe compatibilidade entre vocês. Toda a comunicação gira em torno disso. É um namoro. Você conta o que gosta, o que não gosta, o que acredita que pode funcionar ou não… deixa a pessoa te conhecer, te ver, te escutar.

E é decisão da pessoa, no momento mais propício para ela, contratar você ou não. O que nos leva a 2 perguntas: Como faço para ela me namorar? Como faço para ela querer casar, ou seja, me contratar

Para ambas, a mesma resposta: NICHO BEM DEFINIDO

Tenho falado mais sobre nicho nesse momento porque acredito que esse é um passo fundamental para manter nosso negócio rodando dentro do que estamos vivendo agora. Mais do que nunca as pessoas estão na internet, namorando um monte de coisas, muito mais do que antes e é importante conseguir que elas olhem para você e comecem a se relacionar. Pode até ser que elas não comprem agora, mas se forem compatíveis com seu ponto de vista, elas tem grandes chances de se tornarem clientes ou de indicar seu trabalho para outras pessoas. 

Quando você tem um nicho bem desenhado várias coisas legais acontecem:

  • as pessoas que te encontram se sentem seguras, acolhidas, parte de algo que antes elas nem sabiam que existia. Você se torna uma referência para elas.
  • seu papel na comunidade fica definido e você passa a ser conhecido por isso que você mesmo definiu, e não por algo que “não era bem isso”
  • você começa a ter os clientes que sempre quis e eles a ajuda que sempre sonharam
  • E isso faz com que elas te indiquem para outras pessoas, que é o objetivo de todos nós: boca a boca

Definir um nicho é um processo lindo, mas que demora e é preciso começar por algum lugar.

No Slow Marketing, o primeiro passo do nicho é encontrar o seu papel na comunidade. Todos temos um papel importante a desempenhar, papel esse que pode ser definido por nós mesmos. Quando não definimos, os outros o farão por nós….

Pergunte-se:
O que enxergo que está faltando na minha área e no mundo hoje? Que vazio poderia preencher com minha história, talentos e habilidades?
O que preciso trazer para a “mesa” para ser a pessoa que eu precisei lá atrás e que eu não tinha?
Pelo que quero ser conhecido?

Refletir, desenhar e nomear seu próprio papel dentro do todo, te dá uma margem, uma demarcação de até onde vai sua atuação.
Todo o processo de desenhar um nicho é um processo de delimitação.
É como um rio que precisa das margens para correr. Um rio sem margens vira uma poça, que não vai a lugar nenhum.

O mesmo acontece em relação às pessoas que queremos atender. É preciso listar aquilo que queremos que elas tenham e em que momento elas precisam estar para usufruir ao máximo do que temos a oferecer.  Olhe para os melhores clientes que você já teve. Que características tinham em comum? Valores, personalidade, nível sócio-cultural, estilo de vida, vibe, tipo de problema, dúvida. No momento em que te procuraram o que estava acontecendo? O que os fez pedir sua ajuda?

Nessas respostas estão várias indicações de quem são as pessoas que teriam mais em comum com você e com seu trabalho.

É assim que você começa a aparecer para as pessoas. É sabendo com quem você quer se conectar que a comunicação flui. 

É olhar de dentro para fora. É saber o que está em jogo para você e para eles. O que os move e que também te move. É onde os ideais se encontram e faz sentido juntar forças, trabalhar juntos para se desenvolver mutuamente.

Feliz é aquele que ensina e aprende ao mesmo tempo, que ama o que faz e que sabe quem quer ter ao seu lado nessa caminhada.

Tenho vivido essa realidade e foi graças às respostas para essas perguntas e muitas outras que foram aparecendo e se desenvolvendo a cada novo atendimento. Ter um nicho bem desenhado vai te poupar muito, mas muito trabalho lá na frente! Aposte nisso!

Você vai me ver falar sobre nicho muitas vezes nesse período de isolamento porque vejo como é crucial para qualquer negócio e como deixamos meio “pra lá” esse ponto.   

Se esse é um passo que você ainda não conseguiu dar ou que já deu mas que não obteve os resultados que esperava, Nicho é um módulo da mentoria de Slow Marketing e que também pode ser trabalhado nas Sessões Duplas, fora da mentoria.

Precisando, estou por aqui!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça a Ana

Eu só quero que você consiga fazer um marketing que não te afoga, mas que te leva mais longe!
Eu busquei e hoje vivo essa realidade.

 

Vamos nos conectar!

QUER SABER AS 5 PRINCIPAIS FERRAMENTAS QUE USO NO MEU NEGÓCIO ONLINE?

Slow Marketing® • Copyright © CSD Criação e Estratégia Digital Eireli • Legal • Design do site por mim!

QUER SABER AS 5 PRINCIPAIS FERRAMENTAS QUE USO NO MEU NEGÓCIO ONLINE?

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Slow Marketing® • Copyright © CSD Criação e Estratégia Digital Eireli 
Legal
 
Design do site por mim!

Pin It on Pinterest

Sharing is caring!

Se curtiu esse post, compartilhe!